Ja ouviram falar no jogo chamado Cuphead? O jogo é realmente uma obra prima dos jogos, ele simplesmente virou um sucesso em seu lançamento vendendo aproximadamente 125 mil cópias em 4 dias avaliado pela steam, isso sequer contando com as vendas feitas no site da XBOX.
O que esse jogo possui que chama tanta atenção? Reunimos um compilado de fatos interessantes sobre o jogo , confiram abaixo!!

Produção
Cuphead é um jogo desenvolvido pelo StudioMDHR Entertainment e distribuído pela Microsoft Studios.
O jogo foi lançado no dia 29 de Setembro de 2017, se apresentando como um jogo de plataforma Run and Gun, conhecido por sua extrema dificuldade.

Ele possui um visual super icônico dos velhos desenhos animados, os desenvolvedores apelaram para manter até mesmo a técnica de animação, Cuphead teve seus frames desenhados à mão, antes de serem transportados para o jogo.

Com um visual de cartoons dos anos 30, o personagem usa roupas muito semelhantes às do Mickey e tem toda uma pegada mais “old school” com uma gameplay que lembra muito animações e jogos mais antigos.

O design do personagem principal é super atraente e divertido, teve grandes referências no Mickey e também em uma animação chamada Evil Mickey attacks Japan, um desenho japonês feito durante a *Segunda Guerra Mundial. No desenho, um homem-xícara gigante, se transformava em um tanque de guerra.

Por que além disso Cuphead é incrível?
Além dos protagonistas que tiveram mais de 150 visuais diferentes desenvolvidos, todos os elementos do jogo foram desenhados inteiramente a mão, um exemplo disso, um chefe possui desenhos para todas as formas, repouso, movimento, ataque e companhias, tudo isso somado totaliza entre 1300 a 1500 desenhos.
Agora vamos imaginar isso em um total de 30 chefes com uma complexabilidade maior ou menor entre eles, em 6 fases com subchefes inclusos, fora os cenários isso totaliza mais de 50 mil desenhos!!

Outro ponto extremamente positivo do jogo, é sua muito bem trabalhada trilha sonora.
Para trazer todo esse sentimento bem mais antigo, Cuphead apresenta 2 horas e meia de música original de estilo antigo gravado no estúdio de jogos, composto por um músico sinfônico e de jazz em Toronto.



História
O jogo pode parecer gracioso, bonitinho, fofinho, mas não se engane, a história de Cuphead é, no mínimo, sombria.
Na história do jogo, os protagonistas acabam perdendo uma aposta em um cassino com ninguém menos do que o diabo em pessoa e por conta disso eles acabam vendendo suas almas. Porém, para não perder suas pobres almas, os protagonistas aceitam o trabalho de coletar a alma dos outros, para salvar a sua.

Sobre os criadores e idealizadores, os irmãos canadenses Chad e Jared Moldenhauer
“Meu irmão e eu deixamos nossos trabalhos, refizemos a hipoteca de nossas casas e começamos a expandir o time”, afirma o designer Chad Moldenhauer. “Essa era nossa chance de entregar o game que queríamos fazer desde o início, em vez do escopo reduzido que planejamos como um time de três pessoas”.

“Para realmente captar o estilo de animação dos anos 30, tivemos que aumentar a autenticidade ao fazer o trabalho da mesma maneira que eles — pincéis, tintas, pinturas à base da água, todos os frames feitos manualmente”, explica o desenvolvedor. “Não usamos nenhuma técnica moderna ou truques de software para auxiliar a animação. Se você ver um ovo girar 360 graus em Cuphead, não pegamos um frame e o rodamos no software, desenhamos cada quadro individual em todas as fases da rotação”.

Veja também um incrível vídeo feito pela Nautilus falando sobre o game!!


Andreone Maia

Designer | Web Designer | Social Media | Consultor Digital –

Fundador e CEO do Mercado Criativo, inábil com números, fascinado com jogos e um leitor inadimplente.