Os termos B2B e B2C já são usados a muito tempo e são muitos conhecidos no mundo dos negócios e vendas, mas ganhou força depois do surgimento dos e-commerce e vendas online. E segundo as suas definições são bem simples. Veja bem.

Basicamente, o que caracteriza que tipo de comércio que uma empresa pratica não é o produto, mas sim a atividade final. Portanto, o que define o modelo de negócio de uma empresa é o público. Se você deseja saber mais sobre as principais diferenças de cada um deles, continue por aqui e aprecie a leitura!

O significado dos termos B2B e B2C para o negócio

B2B (Business to Business) é o termo utilizado no mercado para definir transações comerciais entre empresas. Em outras palavras, é uma empresa comercializando seus produtos ou serviços para outra empresa.

B2C (Business to Commerce) é o termo que define a transação comercial entre empresa e consumidor final através de uma plataforma de e-commerce, loja física, redes sociais e entre outros canais.

Agora que você já sabe o significado das siglas no mercado de modo geral, entenda as diferenças entre marketing de conteúdo B2B e B2C.

Já sabemos que o marketing de conteúdo se mostra de diferentes formas e que a estratégia depende do público-alvo e dos objetivos da empresa. Mas como gerar conteúdo de qualidade para cada um desses modelos de negócios?

Para o marketing de conteúdo, as empresas com modelo de B2B se preocupam em resolver problemas e se posicionar como referência no mercado de atuação. Já as empresas com perfis de B2C, na grande maioria, são preocupadas em entreter o público-alvo.

Mas existem diversas outras diferenças importantes quando o assunto é produção de conteúdo. E pensando nisso, desenvolvemos esse artigo para você entender as diferenças existentes na criação de cada tipo específico.



Principais diferenças

O marketing de conteúdo B2B tem interesse no público corporativo, portanto não se utilizam de meios massivos para a comunicação e preferem o relacionamento com o público. Para este modelo de negócio, os maiores desafios são relacionados a produção de conteúdo em larga escala.

Os principais formatos de canais de comunicação para esse modelo de negócio tendem a ser: White papers, webinars e relatórios de pesquisas. A empresa também precisa mostrar ao mercado que ela é autoridade no que faz. As empresas precisam transmitir para o seu público-alvo conteúdo que transmitem credibilidade e profissionalismo, ou seja, precisam se tornar referência no mercado atuante.

Já o marketing de conteúdo B2C é direcionado para as massas, um público numeroso e disperso. Além disso, tem como objetivo entender as necessidades básicas e desejos desse público-alvo. No B2C, as campanhas têm como foco em relacionamento e conversão de vendas. Nesse caso, as estratégias de marketing de conteúdo se dá de maneira mais prática, focando sempre em geração de leads com boa qualificação.

Por isso, um fluxo de nutrição B2B, por exemplo, precisa ser bem mais específico, portanto o volume de novos conteúdos precisam ser semanalmente ou até mesmo diariamente.

Já com o B2C é outra história. Geralmente o público-alvo não pode acompanhar as postagens no blog ou nas redes sociais com tanta frequência, porque ele aproveita suas horas livres na internet realizando outros tipos de ações, como compras, conteúdo que não seja diretamente ligado à atividade profissional, entre outras. Por isso, o seu fluxo de nutrição e o conteúdo não precisa ter a mesma frequência do B2B.

Redes Sociais

As plataformas (canais digitais) utilizadas para implementar o B2C ou B2B até podem ser iguais, e geralmente são usados blogs, redes sociais, e-mail marketing ou lojas virtuais. Isso vai depender da estratégia e dos objetivos da empresa, pois é necessário saber quais são os canais que as suas buyer personas estão consumindo mais tempo e se preocupar em entreter e agradá-los com conteúdo de qualidade nessas plataformas.

Por exemplo, para o B2B o LinkedIn é uma plataforma excelente e uma das mais importantes para se comunicar com o público. Já o Facebook e Instagram são as melhores opções para o B2C.

Mas, tanto para o B2B e B2C o importante é focar no relacionamento com as suas personas. Portanto, isso significa um conteúdo relevante e forma de expressão clara e direta para se relacionar com o público.

Parece confuso pensar o marketing para dois mercados completamente distintos, mas, como em toda estratégia de comunicação, você deve pensar o marketing de acordo com o público a ser impactado.

Seja quem for o seu consumidor, corporativo ou massivo, basta que você o compreenda para saber como atingi-lo da maneira mais apropriada.

Gostou deste artigo? Não deixe de comentar!

Camila Rocha

Jornalista | Redatora | Social Media | Consultora Digital